Revista Brasileira de Gestao Ambiental e Sustentabilidade (ISSN 2359-1412)
Bookmark this page

Home > Edições Anteriores > v. 6, n. 14 (2019) > Albuquerque

 

Vol. 6, No 14, p. 697-712 - 31 dez. 2019

 

Panorama da energia eólica sob a perspectiva dos impactos ambientais no Brasil



Cristhian Carla Bueno de Albuquerque , Lucas Rodrigues Maciel , Silvana Nakamori , Talila Auler e Anderson Catapan

Resumo
A presente pesquisa objetiva traçar um panorama da energia eólica sob a perspectiva dos impactos ambientais no Brasil. Para tanto, se valeu de uma revisão sistemática, a partir de um processo estruturado de busca de trabalhos científicos junto ao Portal de Periódicos da Capes. A revisão sistemática permitiu aferir que, dentre os principais impactos abordados, estão os de natureza sonora, visual, de restrição na utilização do solo e na utilização dos terrenos, de acidentes com aves e de radiação eletromagnética. No entanto, foi possível identificar que há convergência de quase a totalidade das pesquisas no sentido de que as potencialidades e os impactos positivos da fonte eólica ainda a tornam um meio de produção sustentável e de baixo impacto, em que pese as externalidades negativas. O presente estudo permite aferir as lacunas existentes quando se fala em pesquisa de impacto ambiental da energia eólica no Brasil, bem como das formas de mitigação destes impactos.


Palavras-chave
Energia eólica; Impactos ambientais; Sustentabilidade; revisão sistemática.

Abstract
Wind energy overview from the perspective of environmental impacts in Brazil. This research aims to draw an overview of wind energy from the perspective of environmental impacts in Brazil. To this end, it made use of a systematic review, based on a structured process of searching for scientific work at the Capes Journal Portal. The systematic review allowed us to verify that, among the main impacts addressed, are those of sound, visual nature, restriction of land use and land use, accidents with birds and electromagnetic radiation. However, it was possible to identify that almost all research converges in the sense that the potentialities and positive impacts of the wind source still make it a sustainable and low impact means of production, despite the negative externalities. This study allows us to gauge the gaps that exist when it comes to research on the environmental impact of wind energy in Brazil, as well as on ways to mitigate these impacts.


Keywords
Wind energy; Environmental impacts; Sustainability; Systematic review.

DOI
10.21438/rbgas.061406

Texto completo
PDF

Referências
ABE Eólica - Associação Brasileira de Energia Eólica. Eólica já é a segunda fonte da matriz elétrica brasileira com 15 GW de capacidade instalada. Disponível em: <http://www.portalabeeolica.org.br/>. Acesso em: 10 jun. 2019.

Alves, J. J. A. Análise regional da energia e´lica no Brasil. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 6, n. 1, p. 165-188, 2010.

Cândido, G. A. C. G.; Barbosa, A. P. A.; Brito, P. V. Sustentabilidade municipal e empreendimentos eólicos: uma análise comparativa de municípios com investimentos na geração de energia eólica no Brasil. Revista Sociedade & Natureza, v. 30, n. 2, p. 68-95, 2018. https://doi.org/10.14393/SN-v30n2-2018-4

Campêlo, J. R.; Albuquerque, E. L. S. Energias renováveis e sustentabilidade: um olhar geográfico para o Parque Eólico de Marcol&acurc;ndia, Estado do Piauí, Brasil. Revista de Geociências do Nordeste, v. 2, p. 904-912, 2016.

CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Serviços: Banco de teses. 2019. Disponível em: <http://servicos.capes.gov.br/capesdw/>. Acesso em: 21 ago. 2019.

Damasceno, V. S.; Abreu, Y. V. Avaliação da energia eólica no Brasil utilizando a análise SWOT e PESTEL. Interações,? v. 19, ?n. 3, ?p. 503-514,? 2018. https://doi.org/10.20435/inter.v19i3.1649

Duarte, C. G.; Dibo, A. P.; Sanchez, L. E. O que diz a pesquisa acadêmica sobre avaliação de impacto e licenciamento ambiental no Brasil? Ambiente & Sociedade, v. 20, n. 1, p. 245-278, 2017. https://doi.org/10.1590/1809-4422asoc20150268r1v2012017

Fernandes, M. L. Proposta de um modelo de avaliação do desempenho da gestão de energia em Instituições de Ensino Superior (IES). Curitiba: Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2017. (Dissertação de mestrado).

Gil, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

Gorayeb, A.; Brannstrom, C. Caminhos para uma gestão participativa dos recursos energéticos de matriz renovável (parques eólicos) no Nordeste do Brasil. Mercator, v. 15, n. 1, p. 101-115, 2016. https://doi.org/10.4215/RM2016.1501.0008

Gorayeb, A.; Mendes, J, S.; Brannstrom, C.; Silva, E. Wind-energy development causes social impacts in coastal Ceará State, Brazil: The case of the Xavier Community. Journal of Coastal Research, v. 75, supl., p. 383-387, 2016. https://doi.org/10.2112/SI75-077.1

Kitcher, P. Science in a democratic society. In: Kitcher, P. Scientific realism and democratic society. Leiden: Brill, 2011. (Serie Poznań Studies in the Philosophy of the Sciences and the Humanities Online, v. 101). p. 95-112. https://doi.org/10.1163/9789401207355_003

Kroehn, M. Como vento a favor: expansão na capacidade de geração, investimentos de fornecedores de equipamentos e redução de preço começam a tornar a energia eólica competitiva no Brasil. Exame, v. 45, n. 16, p. 72-73, 2011.

Leite, D. B.; Souza, E. P. Tendências do cenário energético brasileiro: a energia de fonte eólica e o "olhar" dos atingidos. Ciência e Natura, v. 37, n. 3, p. 243-250, 2015. https://doi.org/10.5902/2179460X17322

Leusin, M. E.; Vaz, C. R.; Maldonado, M. U. Mapeamento tecnológico de patentes em energia eólica no Brasil. Future Studies Research Journal: Trends and Strategy, v. 10, n. 2, p. 303-329, 2018.

Lima, C. C.; Oliveira, M. L. Energia eólica: por uma revisão das bases energéticas e incentivo à economia de baixo carbono. Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM, v. 10, n. 2, p. 619-645, 2015. https://doi.org/10.5902/1981369419748

Loureiro, C. V.; Gorayeb, A.; Brannstrom, C. Implantação de energia eólica e estimativa das perdas ambientais em um setor do litoral oeste do Ceará, Brasil. Geosaberes, v. 6, n. 1, p. 24-38, 2015.

Medeiros, S.; Aquino, F.; Barros, P.; Moura, L.; Araújo, A. Energia eólica: um estudo sobre a percepção ambiental no Município de Currais Novos/RN. Holos, v. 3, p. 83-103, 2009. https://doi.org/10.15628/holos.2009.248

Moreira, R. N.; Vidal, F. A. B.; Viana, A. F.; Oliveira, D. A. B. Energia eólica no quintal da nossa casa?! Percepção ambiental dos impactos sociambientais na instalação e operação de uma usina na Comunidade de Sítio do Cumbe em Aracati-CE. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, v. 2, n. 1, p. 45-73, 2013.

Nascimento, T. C.; Mendonça, A. T. B. B.; Cunha, S. K. Inovação e sustentabilidade na produção de energia: o caso do sistema setorial de energia eólica no Brasil. Cadernos EBAPE.BR, v. 10, n. 3, p. 630-651, 2012.

Oliveira, V. M. M.; Maciel, A. B. C.; Reis, L. M. M. Poluição sonora: um estudo de caso do Parque Eólico Asa Branca II, localizado no Município de Parazinho-RN. Boletim de Geografia, v. 36, n. 1, p. 112-131, 2018. https://doi.org/10.4025/bolgeogr.v36i1.34349

Pinto, L. I. C.; Martins, F. R.; Pereira, E. B. O mercado brasileiro da energia eólica, impactos sociais e ambientais. Revista Ambiente & Água, v. 12, n. 6, p. 1082-1100, 2017. https://doi.org/10.4136/ambi-agua.2064

Ribeiro, H. C. M.; Pierot, R. M.; Corrêa, R. Projeto de mecanismo de desenvolvimento limpo: um estudo de caso na Empresa de Energia Eólica do Estado do Piauí. Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade, v. 2, n. 2, p. 61-75, 2012. https://doi.org/10.18696/reunir.v2i2.61

Rodrigues, L. B.; Perobelli, F. F. C.; Vasconcelos, S. Geração de energia eólica no Brasil: um investimento viável? Revista Brasileira de Economia de Empresas, v. 17. n. 2, p. 71-94, 2017.

Silva, L. M.; Abreu-Harbich, L. V. Metodologia simplificada para avaliação do potencial de energia eólica em centros urbanos. PARC - Pesquisa em Arquitetura e Construção, v. 8, n. 1, p. 46-58, 2017. https://doi.org/10.20396/parc.v8i1.8648501

Silva, V. P.; Pinheiro, J. Q. "Do que você lembra quando pensa em energia do vento?" Um estudo sobre o conhecimento da energia eólica. Revista Interamericana de Psicologia, v. 4, n. 2, p. 361-367, 2010.

Simas, M.; Pacca, S. Energia eólica, geração de empregos e desenvolvimento sustentável. b>Estudos Avançados, v. 27, n. 77, p. 99-116, 2013. https://doi.org/10.1590/S0103-40142013000100008

Soares, P. B.; Carneiro, T. C. J.; Calmon, J. L.; Castro, L. O. C. O. Análise bibliométrica da produção científica brasileira sobre Tecnologia de Construção e Edificações na base de dados Web of Science. Ambiente Construído, v. 16, n. 1, p. 175-185, 2016. https://doi.org/10.1590/s1678-86212016000100067

Stefano, F. Estados que vivem de vento: um leilão de energia eólica em novembro deve impulsionar o setor, ainda insignificante no país, mas que tem tudo para atrair bilhões de reais e ajudar a desenvolver a economia do Nordeste. Exame, v. 43, n. 19, 2009.

Thimoteo, A. C. A.; Garcez, M.; Hourneaux, F. Jr. O uso e a importância dos indicadores de sustentabilidade nas organizações: estudos de casos em empresas de energia elétrica. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, v. 4, n. 13, p. 89-102, 2015. https://doi.org/10.5585/geas.v4i3.325

Vegara, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em Administração. 12. ed. São Paulo: Atlas, 2010.


 

ISSN 2359-1412