Revista Brasileira de Gestao Ambiental e Sustentabilidade (ISSN 2359-1412)
Bookmark this page

Home > Edições Anteriores > v. 6, n. 13 (2019) > Vieira

 

Vol. 6, No 13, p. 309-316 - 31 ago. 2019

 

Tratamento de águas residuárias da indústria de laticínios por meio de wetland construído



Samara Pereira Vieira , Anderson Brito da Silva e Síntia da Silva Freire e Luiz Antonio Pimentel Cavalcanti

Resumo
Os wetlands construídos estão entre as tecnologias mais eficientes recentemente comprovadas para tratamento de águas residuárias. Em comparação aos sistemas convencionais já existentes, destaca-se pelo baixo custo e facilidade de operação e manutenção. Com base nisto, o presente trabalho consistiu em dimensionar e construir um protótipo de wetlands, a fim de realizar o tratamento de águas residuárias da ind&uacte;stria de laticínios visto que a mesma traz consigo uma quantidade elevada de carga orgânica. A vegetação escolhida para compor o sistema foi a baronesa Eichhornia crassipes (Mart.) Solms (Commelinales: Pontederiaceae), pois, além de ser a espécie flutuante mais utilizada para esse tipo de tratamento, também vem causando grandes problemas com a poluição de rios e lagos do Município de Paulo Afonso, Estado da Bahia, Nordeste do Brasil. Para o experimento foram recolhidos 100 L de efluente para um período de nove dias no qual foram recolhidas amostras do efluente bruto e após o tratamento objetivando realizar um comparativo. As variáveis físicas e químicas avaliadas foram pH, turbidez, DQO, e sólidos dissolvidos, comparadas com os parâmetros estabelecidos pela Resolução CONAMA no 430/2011. O pH aproximou-se ao padrão estabelecido, e houve uma atenuação significativa de turbidez (91%), DQO (89%) e sólidos dissolvidos (92%). Os resultados obtidos após a análise constataram a eficiência do protótipo de wetland construído com a utilização da baronesa como alternativa para redução de impactos causados pelo efluente de laticínios.


Palavras-chave
Tratamento de água; Wetlands construídos; Macrófitas; Baronesa.

Abstract
Treatment of wastewater from the dairy industry by means of constructed wetland. The wetlands are among the most recently proven technologies for wastewater treatment. Compared to existing conventional systems it stands out for the low cost and ease of operation and maintenance. Based on this, the present work consisted in designing and constructing an wetlands prototype in order to carry out the wastewater treatment of the dairy industry as it carries with it a high amount of organic load. The vegetation chosen to compose the system was the common water hyacinth Eichhornia crassipes (Mart.) Solms (Commelinales: Pontederiaceae), because, besides being the most used floating species for this type of treatment, it is also causing great problems with the pollution of rivers and lakes of the Municipality of Paulo Afonso, Bahia State, Northeast Brazil. For the experiment, 100 L of effluent were collected for a period of 9 days in which samples were collected from the raw effluent and after the treatment, aiming at comparing the tables. The physical and chemical variables evaluated were pH, turbidity, COD, BOD and dissolved solids compared to the parameters established by Resolution 430, May 6, 2011, of the Brazilian National Environment Council (CONAMA). The pH approached the established standard, and there was a significant attenuation of turbidity (91%), COD (89%) and dissolved solids (92%). The results obtained after the analysis verified the efficiency of the wetland prototype constructed with the use of the common water hyacinth as an alternative to reduce the impacts caused by the effluent of dairy products.


Keywords
Water treatment; Constructed wetlands; Macrophytes; Common water hyacinth.

DOI
10.21438/rbgas.061304

Texto completo
PDF

References
Brasil. Resolução CONAMA no 430, de 13 de maio de 2011. Dispõe sobre as condições e padrões de lançamento de efluentes, complementa e altera a Resolução no 357, de 17 de março de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente-CONAMA. Disponível em: <http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=646>. Acesso em: 24 abr. 2019.

Coelho, J. C. Macrofitas aquáticas flutuantes na remoção de elementos químicos de água residuária. Botucatu: Faculdade de Ciências Agronômicas, UNESP, 2017. (Dissertação de mestrado).

Costa, J. C.; Paoli, A. C.; Seidl, M.; Sperling, M. Performance and behaviour of planted and unplanted units of a horizontal subsurface flow constructed wetland system treating municipal effluent from a UASB reactor. Water Science and Technology, v. 68, n. 7, p. 1495-1502, 2013. https://doi.org/10.2166/wst.2013.391

Eaton, A. D.; Clesceri, L. S.; Rice, E. W.; Greenberg, A. E.; Franson, M. A. H. (Ed.). Standard methods for the examination of water and wastewater. 21. ed. Washington: American Public Health Association, 2005.

Kadlec, R. H.; Wallace, S. Treatment wetlands. 2. ed. Boca Raton, Florida: CRC Press, 2008.

Liang, Y.; Zhu, H.; Bañuelos, G.; Yan, B.; Zhou, Q.; Yu, X.; Cheng, X. Constructed wetlands for saline wastewater treatment: A review. Ecological Engineering, v. 98, p. 275-285, 2017. https://doi.org/10.1016/j.ecoleng.2016.11.005

Macedo, J. A. B. Águas e águas. São Paulo: Varela, 2001.

Quege, K. E. Sewage treatment by root zone system using bamboo plants. Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2011. (Dissertação de mestrado).

Reis, A.; Serbent, M. P.; Rodrigues, E. B. Wetlands construídos como alternativas para o tratamento de efluentes em unidades de conservação. Revista Brasileira de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, v. 2, n. 3, p. 137-144, 2015. Disponível em: <http://revista.ecogestaobrasil.net/v2n3/v02n03a06a.html>. Acesso em: 24 abr. 2019.

Salati, E. Controle de qualidade de água através de sistemas wetland construídos. Rio de Janeiro: Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável, 2010.

Silva C. S.; Ramos, M. L. G.; Bernardes, R. S. Remoção de sais em wetlands construídos no tratamento de esgotos domésticos primário. Gesta - Revista Eletrôonica de Gestão e Tecnologias Ambientais, v. 6, n. 1, p. 125 138, 2018. https://doi.org/10.9771/gesta.v6i1.22371

Silva Junior, E. D.; Almeida, R. A.; Siqueira, E. R.; Silva, A. R.; Rodrigues, A. M. Tratamento de resíduos sépticos em wetlands construídos de fluxo vertical. Anais do II Simpósio Brasileiro sobre Wetlands Construídos, Curitiba, 2015.

Siqueira, E. R. Tratamento dos resíduos de fossas e tanques sépticos em um sistema de alagado construído. Goiânia: Escola de Engenharia Civil, Universidade Federal de Goiás, 2014. (Dissertação de mestrado).

Von Dreifus, T. Tratamento de águas residuárias por alagados construídos de fluxo subsuperficial horizontal, utilizando vetiver (Chrysopogon zizanoides L.): avaliação e desempenho de três leitos distintos. Bauru, São Paulo: Universidade Estadual Paulista-UNESP, 2012. (Dissertação de mestrado).


 

ISSN 2359-1412